A Construção Histórica dos Códigos Ambientais Brasileiros

Águas e Florestas

  • Paulo Jose Lisboa Nobre Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Resumen

Nas primeiras décadas do século XX a recém instituída República brasileira enfrentou o desafio de modernizar o país. Considerando que o progresso estava associado ao esgotamento das reservas florestais e às alterações climáticas, o presente artigo parte da premissa que esses foram os principais desafios impostos pela natureza ao desenvolvimento brasileiro. Esta reflexão visa contribuir com a construção da história ambiental brasileira e trazer elementos históricos ao debate sobre o meio ambiente no país. Para tanto, debruça-se sobre as análises, as discussões e ações que antecederam a regulamentação do uso dos recursos naturais e a implementação da legislação ambiental no Brasil, ocorrida em 1934. Ao final, constata-se que o debate técnico que permeou a construção dos códigos ambientais fomentou o intercambio entre diversos campos profissionais e favoreceu o avanço das questões ambientais no Brasil, no sentido de preservar os recursos naturais, construir relações mais harmônicas entre a sociedade e a natureza e equacionar o desenvolvimento e a preservação ambiental.

Biografía del autor

Arquiteto e Urbanista pelo Curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, CAU/UFRN. Doutor em Arquitetura pelo Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, PPGAU/UFRN. Professor do Curso de Arquitetura e Urbanismo DARQ/UFRN. Professor do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura, Projeto e Meio Ambiente, PPAPMA/UFRN [Mestrado Profissional].

Publicado
2017-06-30
Cómo citar
LISBOA NOBRE, Paulo Jose. A Construção Histórica dos Códigos Ambientais Brasileiros. Registros. Revista de Investigación Histórica, [S.l.], v. 13, n. 1, p. 19-36, jun. 2017. ISSN 2250-8112. Disponible en: <https://revistasfaud.mdp.edu.ar/registros/article/view/113>. Fecha de acceso: 19 sep. 2017